segunda-feira, 30 de junho de 2008

Sá & Guarabyra em UBATUBA!

VIAJANTE


TABULEIRO


MARIMBONDO

Filmes de Marlene Alves

Sá & Guarabyra em Ubatuba - Estréia de Fábio Santini na Banda

Show em Ubatuba (SP) como parte dos festejos de São Pedro.

Santo Guttemberg





Fábio Santini, guitarra, estreando na Banda.





Fotos de Marlene Alves

sábado, 28 de junho de 2008

Sá & Guarabyra em Carlos Chagas/MG



Quinta, dia 26, Sá & Guarabyra apresentaram-se na Festa do Carlochaguense Ausente, na cidade de Carlos Chagas.


A Clarissa Coelho, simpática cantora de Teófilo Otoni, viajou 1:30 mins para conhecê-los, assistir o show e foi ela quem tirou essas fotos que ilustram o post e a quem agradecemos pela cessão das fotos. ( Conheça o trabalho da Clarissa no MySpace clicando no seu nome!)


Recadinho do Guarabyra:
"Acabo de desembarcar do oitavo vôo desta semana. Cheguei de Carlos Chagas (salta-se em Governador Valadares - depois de voar de Congonhas (SP) a Confins (BH) mudar pro aeroporto da Pampulha e seguir em outra aeronave - e percorrer mais quatro horas de estrada), onde nos apresentamos ontem em praça pública. Este show vai deixar saudades. Postarei fotos depois. Porém a turnê tinha começado em Ponta Grossa, PR, e ainda vai terminar amanhã em Ubatuba, n'outra apresentação em praça pública. Exausto não seria o melhor termo para descrever meu cansaço, pois que sempre há a alegria do chegar em casa e do reencontrar das mensagens de vocês. Mas confesso que estou louco pra desmontar por algumas horas, radinho tocando baixinho e sonhar. Volto no domingo, e aí paro aqui pra postar as fotos e continuar a prosa. Beijos pra quem de beijo, abraços pra quem de abraços! "




terça-feira, 24 de junho de 2008

Zé Rodrix no Ceará - Seminário Cantando Bonitezas e Decências

O II Seminário Cantando Bonitezas e Decências será realizado em Fortaleza (CE) de 27 a 29 de junho. Criado para debater os rumos do canto coletivo, com destaque para a formação de regentes de corais. Estimulando esse movimento, expondo pesquisas e favorecendo um estudo mais atento quanto ao tema, o Seminário é promovido pela Associação dos Amigos do Coral da UFC, pelo Curso de Educação Musical da mesma universidade e pela DIZ Editoração, e se divide entre a Casa de José de Alencar e o auditório do Centro Dragão do Mar.



Como convidado especial: o cantor e compositor carioca Zé Rodrix. Autor de clássicos da MPB, ele vem ao seminário com sua aula-show. “É uma figura inquieta, polêmica, criativa, e um dos maiores pensadores da nossa música hoje”, ressalta a musicista e professora Izaíra Silvino, regente do Coral da UFC nos anos 80 e até hoje uma das mais reconhecidas especialistas no tema.

(Clique aqui para ler a matéria completa)



II Seminário Cantando Bonitezas e Decências
Inscrições grátis. Informações: semanaedumusical@gmail.com
tel(85) 8843-7301.



Dia 27/6 - 19 hrs - Teatro do Centro Dragão do Mar - Aula-show "Criatividade Como Princípio de Ação Humana" - Zé Rodrix.

Dia 28/6, sábado, às 21 hrs - Show do Zé Rodrix
BNB Clube - sede Aldeota
Av. SANTOS DUMONT, 3646
Bairro: Aldeota
Fone(085) 4006-7200, 4006-7204
Ingressos com desconto até dia 26/6!


quarta-feira, 18 de junho de 2008

Rock rural de Sá & Guarabyra constrói visão crítica do Brasil



Entrevista de Sá & Guarabyra para Felipe Boso Brida, publicada hoje no Jornal Notícia da Manhã, de Cantanduva.

Com 35 anos de carreira nas costas e muita poeira na estrada, a dupla Sá & Guarabyra procura mostrar, nas composições musicais, o Brasil real, suas origens e suas histórias, sejam elas descontraídas ou amargas. Responsáveis por um estilo próprio que revolucionou a música brasileira nos anos 70, o “rock rural”, os cantores e compositores Luís Carlos Pereira de Sá, nascido no Rio de Janeiro em 1945, e Guttemberg Nery Guarabyra (Barra do Rio Grande, BA, 1947) firmaram parceria em 1973, após seis anos cantando solo.


Em 1966, enquanto Sá alcançava o primeiro sucesso musical com “Giramundo”, interpretada por Peri Ribeiro, Guarabyra, no ano seguinte, vencia o primeiro lugar no Festival Internacional da Canção com “Margarida”.
Em 1970 conheceram o também compositor Zé Rodrix e montaram o trio Sá, Rodrix & Guarabyra. Gravaram dois LPs ao longo da carreira, que durou até 1973, quando Rodrix afastou-se para seguir sozinho na música. Sá continuou com Guarabyra e, definitivos, lançaram a dupla, responsável por sucessos musicais de telenovelas como “Roque Santeiro” e “Dona”, de “Roque Santeiro” (1985), e “Espanhola”, da novela “Que Rei Sou Eu?” (1989). São deles também “Mestre Jonas”, “Sete Marias” e “Harmonia”.

A dupla Sá & Guarabyra, que esteve em Catanduva na última quinta-feira, dia 12, com o show de abertura da Festa Junina do SESC, concedeu entrevista ao jornal Notícia da Manhã. No bate-papo, música regional, rock rural, denúncias em canções e Regime Militar. Confira abaixo:





NMO estilo musical de vocês resgata a identidade cultural do Brasil.
Como era mostrar o Brasil em música nos anos 70, na época das agitações do Regime Militar?

Sá & Guarabyra – Atravessamos os anos do Regime sem bater de frente com os militares, diferente de muitos colegas que persistiam e até foram exilados devido à “agressividade” nas canções. Não tínhamos o intuito de derrubar a ditadura. A gente fazia um serviço influenciando a mudança de comportamento, que também era algo que os militares reprimiam naquele tempo. Éramos mais suaves, fazíamos denúncia leve, por isso não enfrentamos grandes problemas. Nos anos 70 viajávamos muito e sempre tínhamos um olhar crítico em torno dos lugares mais periféricos do Brasil, algo que transpúnhamos nas músicas. Tivemos uma música censurada, “Pássaro”. Daí trocamos o título e, em outra cidade, a música passou e foi liberada. Talvez nossa maior denúncia tenha sido a represa de Sobradinho, na música que leva o mesmo nome.



NM Como retrataram Sobradinho na música com teor de denúncia?


Sá & Guarabyra – A represa de Sobradinho, localizada na Bahia, perto de Juazeiro, foi uma calamidade. Não há como imaginar um governo construir, escondido, um verdadeiro mar no interior do Brasil, seis vezes maior que o tamanho da Baía de Guanabara! Encontramos aquilo por acaso, numa de nossas andanças pelo sertão nos anos 70. Denunciamos o caso na música “Sobradinho”, um sucesso até hoje pedido nos show. Usamos um paralelo de Antônio Conselheiro (“o sertão vai virar mar e o mar vai virar sertão”) para dar rumo à história na música. Todos aqueles que tinham um pouco de caráter, bom senso e inteligência lutaram, de uma forma ou de outra, contra o Regime Militar. Nós – Sá e eu – fizemos nossa parte.







NM Surtiram efeitos as denúncias na música sobre Sobradinho?


Sá & Guarabyra – Sim, claro. “Sobradinho” coloca em xeque todo o sistema de propaganda do governo militar. Eles diziam que estavam apenas fazendo uma pequena obra! Quatro cidades foram alagadas, além de dezenas de vilarejos, para dar origem a um dos maiores lagos artificiais do mundo. O impacto ambiental foi monstruoso. A música fez com que as pessoas refletissem sobre as questões ambientais.




NM Nos anos 70, o “rock rural” introduzido por vocês trouxe uma modalidade diferenciada na música brasileira. De que forma era esse rock?


Sá & Guarabyra – Junto com o Zé Rodrix criamos esse estilo misturando balada pop com folk brasileiro e toadas. As letras remetiam ao nosso espaço, à natureza, de cunho poético e agitado. Marcamos geração, tanto é que depois outros cantores, inclusive da Jovem Guarda, seguiram os passos do rock rural.NM – Três músicas de vocês integraram a trilha sonora de uma das novelas brasileiras de maior audiência de todos os tempos, “Roque Santeiro”, em 1985. De onde veio a aceitação do público para gerar tamanho sucesso?Sá & Guarabyra – Todas as músicas da trilha da novela se tornaram famosas e históricas. Tínhamos três, todas elas sugeridas pelo autor, Dias Gomes, um grande e saudoso amigo. Um dia Gomes telefonou para nós orientando as composições; fizemos “Roque Santeiro”, tema central do personagem-título interpretado por José Wilker, “Verdades e Mentiras”, que faz um apanhado da novela, das mentiras e crenças, e “Dona”, música que já existia, composição minha e do Sá, mas que caía feito uma luva na personagem da viúva Porcina (Regina Duarte). Esta foi cantada por Roupa Nova na novela. Acredito que as músicas tiveram boa aceitação pelo público umas por serem descontraídas e bem brasileiras e outra por ser romântica.





NM A dupla segue com novos projetos?


Sá & Guarabyra – Desde 2001 percorremos o Brasil com shows em que Zé Rodrix também participa. Neste semana faremos o último ensaio para gravar 14 músicas novas para o novo CD, que deverá ser lançado na última semana de agosto. E daí é viajar, viajar, viajar, algo que nunca deixamos de fazer. Somos eternos viajantes.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

Show do SESC INTERLAGOS - dia 15/6




Eu e Santa Clara somos ótimas amigas. Por isso fui mentalizando o mantra pra que ela, ao menos durante o show, parasse a chuva inclemente. Quando chegamos a Interlagos, a surpresa: nem parecia que havia chovido, o chão estava seco e somente
pequenas poças aqui e ali revelavam a chuvarada que havia passado sobre a cidade.
O show iniciou pontualmente às 20:30 e magicamente a Praça Pau Brasil lotou, apesar do frio. O Trio entrou ao som de Mestre Jonas ( a ordem de algumas músicas foi alterada) e apresentaram o show “Outra Vez na Estrada” com um ânimo revigorado. O público espremia-se na grade e cantava todas as canções em coro. Guarabyra não cabia em si de tanta alegria e o Zé Rodrix ensaiava passinhos de dança (foi um final de semana feliz para o trio, final dos ensaios, entram em estúdio na próxima semana, canções arranjadas e redondas... o que pedir mais?) e Sá poupava a voz (pois estava resfriado!), mas não a empolgação: os duetos com Webster Santos ( na guitarra) foram geniais ! Aliás, o Webster é sempre um show à parte, ele “empolga” e “pira” completamente no palco. Cada trabalho é único e encarado com a mesma empolgação! Como não ser feliz assim????

Webster Silva e Luiz Carlos Sá








Por dentro da camisa que o Sá vestia, via-se que vestia a camiseta do Trio que acabara de ganhar.


Uma em tamanho especial foi feita para o Diogo.





Ao final do show ainda foi possível um encontro dos fãs com o Zé Rodrix (já havíamos conversado com os três antes do show), que foi simpático atendendo aos fãs que haviam ido exclusivamente vê-los


SET LIST

Mestre Jonas
Outra vez na estrada
Abc do santeiro
Pó da estrada
Hoje ainda é dia de rock
Nova era
Me faça um favor
Pássaro
Cinamomo
Jesus numa Moto
Dona
Sobradinho
.Pout-pourri Casa no Campo, Caçador de Mim, Espanhola
Fotos: Paraíso Agora - Hilda Borges e Marlene Alves

quinta-feira, 12 de junho de 2008

BATE-PAPO MUSICAL COM ZÉ RODRIX


NESTE SÁBADO(14/06) BATE-PAPO MUSICAL COM ZÉ RODRIX


O cantor e compositor de sucessos como "Casa no campo", que também é escritor e publicitário, fala de sua trajetória nas diversas atividades e bandas em que atuou como Sá, Rodrix & Guarabyra, Som Imaginário, Momento 4uatro e Joelho de Porco.

Sábado, 14 de Junho às 15:00


Biblioteca Cassiano Ricardo - Espaço Itamar Assumpção - Av. Celso Garcia 4.200 - Metrô Tatuapé.


Contato do evento:


Evaldo Piccino

Coordenador da Área Temática de Música

Sistema Municipal de Bibliotecas

Secretaria de Cultura de São Paulo

Rua Catão, 611 - 6º andar - Lapa

Tels: (11) ... / 7152-2992

evaldopshell@hotmail.com

Sá & Guarabyra no Festival de Rock de Pedralva


Você não deve conhecer Pedralva, talvez nunca tenha ouvido falar, mas certamente há de reconhecer sua paisagem tipicamente mineira de montanhas bem delineadas, encapadas com um manto verde, no alto rocha nua, acinzentada; aqui e ali um pequeno canavial. Cidade que cresceu nas encostas e foi avançando morro acima e abaixo. É nessa simpática cidade do Sul de Minas que anualmente se realiza um Festival de Música chamado PedRock, com fins não lucrativos, incentivando a cultura da região.
Bandas das redondezas são convidadas , e tocam gratuitamente! Sempre um grande nome é chamado: ano retrasado foi Lô Borges, que realizou um show ES-PE-TA-CU-LAR cujos detalhes os moradores de Pedralva não se cansam de reviver. Em 2007 foi a vez do 14 BIS. E esse ano teremos o show de Sá & Guarabyra. Será a apoteose desse carinho mútuo entre Sá & Guarabyra e Pedralva. Uma estória que contarei em breve.

Na última semana do mês de julho, dia 26/7, será realizado o Pedrock, um Woodstock mineiro, sem banhos de cachoeiras nem performances nudistas, pois o clima não favorece. Ao contrário, muito aconchego de mantas, vinhos e abraços amigos ao som de Sá & Guarabyra!





A cidade está ao sul de minas, entre São Lourenço, Itajubá e Pouso Alegre. 400 km de Belo Horizonte, 386 km do Rio de Janeiro, 256 km de São Paulo,70 km de Pouso Alegre( c/ aeroporto), 51 km de São Lourenço e 35 km de Itajubá.


O maior problema é a hospedagem: corram para garantir a sua!!!
O meu lugar já está garantido!!!

http://br.geocities.com/sociedadeagroecologica/hospedagem.html

Como chegar, mapa e outros detalhes:
http://www.guiavr.com/blocodopinkfloyd/modules/mastop_publish/?tac=Como_Chegar_Em_Pedralva

quarta-feira, 11 de junho de 2008

sábado, 7 de junho de 2008

Sá, Rodrix & Guarabyra na HEBE


O Trio se apresentará no programa HEBE CAMARGO ( SBT ) segunda próxima, dia 9/6, às 21 hrs, com a nova música "AMANHECE UM NOVO DIA".

Ruriá Duprat (sobrinho de Rogério Duprat e um dos arranjadores da canção) Guarabyra, Laura Finochiaro ( cantora, compositora e produtora musical do SBT), Zé Rodrix e Luiz Carlos Sá


A canção (parceria de Sá, Guarabyra e Vitor Martins) foi composta especialmente para a abertura da novela REVELAÇÃO, cuja estréia está programada para julho.

**********************

quinta-feira, 5 de junho de 2008

MOMENTO4UATRO


MITO: O Conjunto vocal Momento4uatro foi a origem do Boca Livre!

FALSO! Na verdade não originou o Boca, mas dois dos seus componentes formaram o Boca Livre, em 1977, quase 1 década após o grupo original haver se dispersado.
O Momento4uatro era: Zé Rodrix, Ricardo Vilas, Maurício Maestro e David Tygel.
O grupo foi criado em 66, em 1968 gravaria seu primeiro e único disco chamado MOMENTO4UATRO.

Logo após dissolveu-se quando um dos seus componentes, Ricardo Vilas, devido à sua militância política, caiu na clandestinidade, sendo exilado em 69.(Retornaria em 1980 já na dupla com Teca Calazans)
Em janeiro desse ano Ricardo Vilas reuniu o grupo novamente no Rio de Janeiro para a gravação do seu DVD, e em momento emocionante, foi recriada PONTEIO, música defendida por Edu Lobo e Marília Medalha, e o grupo vocal ( em 1967 no FIC), além de apresentarem outras canções do antigo repertório!

Zé Rodrix hoje desenvolve seu trabalho solo e com o Trio Sá, Rodrix & Guarabyra. Ricardo Vilas continua seu trabalho de MPB no Brasil e na Europa. E o Maurício Maestro e David Tygel ( juntamente com Lourenço Baeta e Zé Renato) retomaram o Boca Livre ( Prêmio Tim de melhor grupo 2008). Todos à pleno vapor e com sucesso!

segunda-feira, 2 de junho de 2008

PAPO DE MÚSICO Com TAVITO & Ana Paula Xavier




O cantor, compositor, publicitário e produtor TAVITO é o próximo convidado do Projeto PAPO DE MÚSICO, que o jornalista, radialista e produtor musical TONINHO SPESSOTO apresentará na terça-feira, 10 de JUNHO, no Villaggio Café, em São Paulo.

Mineiro de Belo Horizonte, TAVITO faz parte da maravilhosa geração do Clube da Esquina, confraria musical formada por músicos das Minas Gerais, ao lado de Milton Nascimento, Beto Guedes, Lô Borges, Toninho Horta e Flávio Venturini, entre outros nomes. Foi integrante do lendário Som Imaginário, grupo que acompanhou Milton Nascimento e fez discos memoráveis.

Casa no Campo, parceria com Zé Rodrix, já seria suficiente para inscrevê-lo na galeria dos maiores compositores da música brasileira. Mas além da canção imortalizada por Elis Regina, TAVITO é autor de outros clássicos como Rua Ramalhete (parceria com Ney Azambuja), Começo, Meio e Fim (com Ney Azambuja e Paulo Sérgio Valle) e Água e Luz (com Ricardo Magno). Tem canções gravadas por, entre outros, Zé Rodrix, Amelinha, Jane Duboc, Leny Andrade, Golden Boys, Erlon Chaves e Paul Mauriat, Elis Regina, Rosa Marya Colin, Roupa Nova, Zizi Possi, Ronnie Von, Selma Reis, Rosemary, Erasmo Carlos, Vânia Bastos, Sandra de Sá, Zé Ramalho, Affonsinho, Biafra, Trio Esperança e Pery Ribeiro. Criador de jingles publicitários da maior qualidade, foi dono de uma das melhores produtoras do mercado, a Zurana, Como produtor, fez discos e arranjos vocais para, entre outros, Zé Rodrix, Marcos Valle, 14 Bis, Renato Teixeira, Roberto Carlos e Ivan Lins.

Radicado em São Paulo, TAVITO tem feito grandes canções em parceria com Zé Rodrix e Alexandre Lemos e com novos autores, quase todos ligados ao Clube Caiubi de Compositores e à M-Música, comunidade virtual de discussão musical. Atua, também, como produtor de trilhas de novelas da TV Record. No momento, termina as gravações de seu quarto disco e começa a trabalhar na produção do próximo trabalho do trio Sá, Rodrix & Guarabyra.

No PAPO DE MÚSICO, TONINHO SPESSOTO conversará com TAVITO num clima de total descontração, a exemplo do que faz no Vitrola, programa que produz e apresenta há quatro anos na allTV, TV pela internet, e do que ocorreu nas edições anteriores do projeto, com Celso Viáfora, Bruna Caram e Thomas Roth como convidados. Durante o papo, TAVITO lembrará fatos e curiosidades da vida e carreira e mostrará canções. O público também poderá participar fazendo perguntas. O objetivo é criar uma interação cada vez maior entre artista e público. O PAPO DE MÚSICO com TAVITO terá abertura da cantora e compositora ANA PAULA XAVIER, um dos grandes talentos da nova geração. O PAPO DE MÚSICO agora é também programa de rádio. Entrará no ar na segunda quinzena de junho pela USP FM, às segundas-feiras, meia-noite.

PAPO DE MÚSICO com TAVITO
Abertura: ANA PAULA XAVIER
Produção e Apresentação: TONINHO SPESSOTO
Terça-feira, 10 de Junho, ás 21 horas
Villaggio Café – Rua Teodoro Sampaio, 1229 – Pinheiros, São Paulo
Couvert Artístico a R$ 15,00
Informações: (11) 3571 3730 – www.villaggio.com.br

Apoio Cultural:
USP FM - 93,7 MHz (São Paulo), 107,9 MHz (Ribeirão Preto) - www.radio.usp.br
MCF TV – www.mcftvproducoes.net
Futrico – www.futrico.com.br

domingo, 1 de junho de 2008

Agora os filmes...

Começando pelos filmes feitos pelo João Pedro Assunção:

DONA




PÁSSARO



CRIATURAS DA NOITE ( de arrepiar!!)



E o vídeo oficial do Projeto ENCONTRO MARCADO:

Ainda mais fotos, reflexos de um show emocionante

Foto de Ivamar


Foto da Vania


Ivamar



Pássaro com todos no palco
Ivamar

Outro ângulo da Vânia

O mesmo momento por Maria Valéria